E então, chegou o grande dia.

Acordei um pouco atrasada neste dia (tínhamos combinado de acordar entre 2h e 2:30h), pois não tinha passado muito bem a noite anterior. Eram 2:45h da madrugada e o pessoal já estava quase pronto. Como já havia deixado tudo separado, em 15 minutos estava prontinha.

IMG_3129

Tomei apenas uma xícara de café com leite (não fico sem café) e uns pedaços de fruta. Pouco né, pra quem ia correr 42 km, mas fiquei com medo de botar tudo pra fora novamente e deixar a coisa ainda pior.

Saímos da cabana pouco depois das 3h e nos dirigimos para o ponto de ônibus que nos levaria a entrada do hotel e onde pegaríamos o ônibus da corrida.

O ônibus da linha Orange chegou bem rápido, e ao lado do prédio do Lobby o outro ônibus já estava aguardando os corredores. Era cedo mas já haviam poucos lugares. Nos sentamos e assim que completou todos os lugares, partimos rumo a Epcot.

P1000145

Descemos no meio do estacionamento e fomos andando até a arena. Junto com a gente, muitos, mas muitos corredores, faziam o mesmo.

Incrível a quantidade de gente doida como a gente que acorda a essa hora, com sorriso no rosto, para fazer uma prova de 42km.

Passamos pela revista de bolsas pela lateral esquerda pois desta vez não havia levado nada comigo. As revistas eram apenas para bolsas e cintos de corrida com ziper. Pelo menos, ninguém falou nada  do nosso coolbelt de tecido.

P1000154

IMG_3387

Nessa arena fica DJ, telão, painel para fotos, a tenda de massagem e a tenda do guarda volumes que é passagem para a área da corrida.

O guarda-volumes tem várias entradas. Os corredores podem entrar por qualquer uma delas, mas para guardar a bolsa/sacola é necessário se encaminhar para o guarda volumes da inicial do sobrenome, que vem impressa na etiqueta recebida no kit.

A partir do guarda-volumes, o acesso é apenas para quem vai correr. Na porta de cada um, fica um voluntário olhando os números de peito.

Ficamos um pouquinho na arena e logo atravessamos essa parte.

Do outro lado dessa tenda (guarda-volumes) tem vários banheiros químicos e uma grande mesa com distribuição de água.

Dica: Segundo o regulamento da corrida, os corredores devem estar nos corrals até às 05:30h que é o horário da primeira largada. Para chegar aos corrals há um longo caminho, então não deixe para se dirigir para lá em cima da hora.

Meu cunhado pegou o caminho da esquerda, que levava aos corrals mais a frente e nós seguimos o caminho dos corrals dos lentinhos rsrsrs.

maratona Disney largada e caminho corrals

Chegamos nos corrals bem antes e ficamos aguardando. Durante este tempo, no palco em frente a largada, um apresentador estava animando a galera e fazendo entrevistas, e um outro comandou o aquecimento. Pouco antes das 5:30h, Mickey e sua turma subiram ao palco para animar a galera, o hino americano foi cantado lindamente a cappella e pontualmente às 5:30h foi dada a primeira largada.

Nessa hora o coração acelera e a emoção toma conta, mesmo muito antes de dar a largada do corral onde eu estava.

A cada corral que largava, fogos iluminavam o céu, e íamos nos aproximando cada vez mais da largada, tanto no tempo quanto na distância. Conforme as largadas vão acontecendo os corrals que ficam mais pra trás vão andando em direção a largada.

Até que quase meia hora depois, chegou a nossa vez.

O apresentador assim como fez com todos os outros, perguntou se estávamos prontos, meu querido Mickey fez a contagem regressiva, os fogos deram seu show e lá fomos nós.

A temperatura estava ótima, então desta vez ninguém precisou largar cobertores, casacos, luvas, pelo caminho.

Logo após a largada já apareceu a primeira banda escolar, muitos adolescentes gritando e incentivando.

Já na primeira milha passamos por um posto de hidratação. Era o primeiro de muitos. Neles você podia optar por Powerade,  água ou os dois.

Uma diferença que percebi da meia de 2015 para a maratona deste ano, é que além dos copos, os voluntários seguravam garrafas para encher as garrafinhas dos corredores que preferem levar a sua. Eu preferi beber nos copinhos mesmo. Além do mais, não conseguiria carregar mais uma tralha. No meu coolbelt já tinha balinhas, gel e celular.

Olhei para os lados e apenas o MM e a minha irmã estavam do meu lado. A Lan ficou pra trás, pois já tinha corrido nos três primeiros dias e preferiu ir mais devagar. Logo depois o MM deu uma disparada e quem ficou pra trás fomos nós.

Decidimos começar o Run Walk Run cedo, pois queríamos terminar bem, então preferimos não forçar e simplesmente curtir.

P1000177

P1000176 - Cópia

P1000182

Com 3 milhas passamos pelo portal do meu lindo e amado Magic Kingdom. Esta hora arrepia, mas emoção mesmo é quando você entra na Main Street e quando passa por dentro dele. Mas até lá ia demorar um tiquinho por que ainda tinha o caminho todinho do estacionamento, o contorno do lago passando pelo Contemporary e por fim, entrando pelo backstage do parque, por um caminho ao lado do Tony’s Town Square Restaurant.

Nem preciso falar que ao entrar no parque as lágrimas começaram a rolar. Sempre me emociono ao ver o Castelo mas correr em sua direção com pessoas gritando seu nome, chamando pelo personagem de sua fantasia e te incentivando a continuar é sem sombra de dúvidas muito mais emocionante.

A parada para fotos para nós e muitos outros, é obrigatória.

P1000193

P1000192 - Cópia

P1000199

Continuamos o caminho no parque pela Tomorrowland e depois por Fantasyland passando pelo carrossel e então cruzando por dentro do castelo. Ai, ai, os olhos enchem de lágrimas só de lembrar.

P1000203

P1000207

Ao sair do castelo, prepare-se. Há um fotógrafo bem ali e nós não deixamos ele escapar. rsrsrs

790019_1112_0047

Descemos a rampa do Castelo, mas não seguimos a diante, preferimos entrar na fila de mais uma foto rsrsrs. E esta com certeza foi especial.

No vídeo, entre 09 a 17 segundos, dá pra ver eu e minha irmã, meio que fugindo rsrsrs

Não é especial ?!!!!

790081_1008_0039

Depois do nosso pulinho seguimos nosso caminho, mas não por muito tempo. Em frente a atração The Hall of Presidents encontramos a Princesa Tiana e o Príncipe Naveen, e como a fila estava beeem pequena paramos para tirar foto também.

IMG_3392

Aproveitamos que já tínhamos feito várias paradas e fomos ao banheiro em Frontierland.

Dica: se não estiver tão apertado e conseguir segurar, aproveite para ir ao banheiro no Magic Kingdom. Apesar dos banheiros químicos da corrida serem bem melhores que os do Brasil (tem papel, luz, espelhinho), o cheiro é igual aos banheiros brasileiros rsrsrs. Isso não tem jeito. Já no parque, o conforto é muito maior. Muito mais espaçoso, higiênico, tem descarga, sabão e água para lavar as mãos e lugar pra secar. Vale a pena segurar um tiquinho até chegar no parque.

Continuamos pela Frontierland passando pela Big Thunder e Splash Mountain, saindo pela lateral dessa última.

Saindo do Magic Kingdom tínhamos completado 6 milhas, quase 10km, isso queria dizer que ainda tínhamos 32km pela frente.

P1000219

O trecho entre o Magic Kingdom e o Animal Kingdom tinha um pouco mais que 5 milhas e é todo pelas “estradas” do complexo, mas na maior parte a paisagem é linda. Tem lagos, jardins floridos e campos de golf muito bem cuidados, além de personagens e pequenos shows para animar os corredores.

P1000228

P1000232

P1000233

P1000237

Após a 11ª milha comecei a sentir falta de sal no organismo. A falta de alimento no estômago devido ao mal estar da noite anterior e o café da manhã pobre começou a fazer diferença. Então, dei uma perguntada no posto médico se havia um pouco de sal ou algo salgado, mas não tinha. E a voluntária me indicou o posto de alimentação uns metros a frente. Não era bem o que eu precisava mas estava valendo. Era banana. E uma banana bem bonita diga-se de passagem e do jeito que eu gosto, amarelinha sem nenhuma pintinha. Claro que peguei e comi. Afinal não podia recusar, já que o estômago estava vazio.

A partir daí nos postos de hidratação comecei a pegar somente Powerade para tentar repor o sódio que não estava lá essas coisas.

Não estava passando mal, era apenas um desconforto que foi melhorando.

P1000243

P1000246

P1000248

Quando chegamos no Backstage do Animal Kingdom eram 8:58h. Fiz uma tabelinha para saber o horário em que podíamos sair de cada parque e tínhamos tempo de sobra. Olhei pra minha irmã e disse: “Vamos andar na Everest ? Estamos com tempo.” e claro que ela topou rsrsrs.

Dica: para andar na Everest durante a corrida é necessário que o parque já esteja aberto para o público em geral. Porém, vocês lembram do que falei sobre os Dementadores (ciclistas que recolhem os retardatários)  ? Caso não tenha lido, clique aqui e veja na parte que falo sobre a Half Marathon. Então, se o tempo estiver apertado, não entre na fila ou correrá o risco de ser recolhido.

Só na Disney mesmo, pra você correr e andar em uma montanha-russa no meio do percurso. Coisas que só a Disney faz.

Na fila, 95% eram de corredores. Foi bem divertido !!!

PhotoPass_Visiting_Disneys_Animal_Kingdom_Park_7575054627(2)

Logo na saída do Everest reencontramos a Lan e foi bem legal, pois conseguimos continuar e curtir a corrida juntas: as Três Mosqueteiras rsrsrs

Ao sair do Animal Kingdom havia a placa de 13 milhas. Tínhamos acabado de fazer uma meia maratona. Faltava mais meia.

P1000261

P1000258

P1000266

Voltamos a pegar mais um bom trecho de “estrada”. Eram mais ou menos umas 4 milhas entre Animal Kingdom e o ESPN Wide World of Sports, e nesse caminho também tinham bandas, personagens, DJs, voluntários, postos de hidratação e mais um posto de alimentação, mas desta vez era de gel de carboidrato da Clif. Delicioso !!! Peguei um de cada sabor. rsrsrs.

Entre as milhas 16 e 17 encontramos o MM do outro lado e mais a frente a Rafa, que também estava de Buzz mas não conseguimos encontrá-la nos corrals na largada. Foi até bom porque ela corre super bem e nós só iríamos atrapalhá-la.

Do outro lado também tinha um carro de som bem alto e um DJ, locutor, sei lá o que, que ficava animando a galera. Quando ele viu nós três vestidas de Buzz pediu pra tirar foto com a gente quando a gente passasse por ele novamente na volta.

Entramos no ESPN e eu achando que ia ser rápido, que nada. O percurso lá dentro é o maior labirinto, parece que você não vai sair nunca mais de lá.

P1000275

P1000283

P1000280

Lá dentro, haviam vários personagens, muuuuuuita torcida, mais bandas, mais postos de alimentação com banana e gel, distribuição de esponjas (para nos molhar) e uma mesinha com chocolatinhos.

Voltando um pouco no tempo: antes de entrarmos no ESPN cruzamos com uma brasileira (cruzamos com vários, mas essa puxou conversa) e num trotezinho leve batemos um rápido papinho e ela ia passar no posto médico para passar vaselina nas pernas que estavam incomodando. Quando estávamos dentro do ESPN cruzamos com ela novamente e perguntamos se ela estava melhor e batemos outro papinho rápido. Por que contei isso ? Porque provas como esta são muito legais pois as pessoas se ajudam, se conversam, estimulam umas as outras e isso torna tudo ainda mais maravilhoso.

Saímos do ESPN com 20 millhas concluídas e o coolbelt explodindo de tanto gel rsrsrs. Não estava dando conta de comer os que eu tinha levado, mais os que eu peguei. rsrsrs

Passamos novamente pelo carro de som e não é que ele se lembrou de nós, e já foi chamando para tirar a foto. Muito legal !!!

12714151_943756192339918_1773957582_n

Quando estávamos na 21ª milha os pés já estavam doendo bastante e o cansaço estava começando a querer ser superior, mas aí vimos uma cena que fez a gente pensar bem se tínhamos o direito de reclamar.

Estávamos em um intervalo que era vez de andar e quando olhamos para o lado vimos um rapaz com prótese nas duas pernas que andava praticamente carregado por dois rapazes com camisetas escrito “guias”. No rosto do rapaz era visível o tamanho do sofrimento e da dor que ele estava sentindo. Passamos por ele e gritamos várias palavras de incentivo e ele não tinha forças nem para nos responder. Um dos guias que estava com ele é que nos agradeceu. Olhamos uma pra outra e falamos: “Bora !!! Diante disso, não podemos mais abrir a boca para reclamar de dor nos pés”.

Foi mais uma motivação para as últimas 5 milhas.

Chegamos no Hollywood Studios com 23 milhas concluídas e fomos recepcionadas com mais chocolatinhos. Fofo né ?!!!

P1000297

P1000302

Mais personagens e  mais torcida. E nós firmes e fortes no Run Walk Run. Na verdade nem tão firmes e nem tão fortes rsrsrs mas faltava pouco e nada de desanimar.

Muita gente faz Run Walk Run. E durante a corrida há uma regrinha para você não atrapalhar quem vem atrás. Quando for o intervalo de andar, você deve levantar o braço no alto e falar “walking”. Assim, quem está atrás saberá que você irá reduzir o ritmo e desviará de você.

P1000312

P1000314

P1000319

Saindo do Hollywood Studios já entramos na área dos hotéis de Boardwalk e muitos hóspedes estavam por lá para nos saudar e nos oferecer snacks. Sim, as pessoas levam salgadinhos, doces, bolachinhas e ficam com o braço estendido para que os corredores peguem. Isso aconteceu não só na área de Boardwalk mas ao longo de toda a corrida onde havia torcida. Cheguei a pegar um bastãozinho de doce, mas não comi na hora.

Ahhh lembrei de mais uma coisa !!! Tinha também um menininho de uns 3 anos, antes de entrar no ESPN, que estava distribuindo adesivos. A mãe dele gritava “Stickers, stickers”, mas como eles estavam mais na lateral as pessoas acabavam não saindo do caminho para pegar. Ele estava com uma carinha meio de decepção, então voltei, peguei um, e grudei no meu número de peito. Ele ficou todo contente. Muito bonitinho.

P1000331

No final do caminho dos hotéis há um acesso (entrada) para o Epcot e foi por aí que entramos no parque. Essa entrada fica no World Showcase entre os pavilhões do Reino Unido e França, beirando o lago.

Ao entrarmos nos deparamos com a placa de 25 milhas. Faltava apenas 1 milha e ainda estávamos vivas. rsrsrs

Correr dentro dos parques, sem dúvida são as partes mais emocionantes. É uma vibração muito positiva. O visual empolga, a torcida empolga, tudo empolga, é muito bom.

P1000336

P1000337

P1000339

Mais personagens durante o caminho e eles quase não tinham fila. Esses personagens eram apenas para nós corredores. Então aproveite !!!

P1000340

IMG_3395

Entre o pavilhão do México e o Future World encontramos o Tio Patinhas, personagem raro que aparece apenas em eventos especiais. Eu comecei a filmar e depois de passar por ele percebi que não tinha filmado nada. affff

Ao virar na “rua” principal do Future World e ver a Geosfera bem em frente se aproximando a emoção vai aumentando. A chegada está próxima e você sabe que vai conseguir chegar.

Claro que paramos para uma foto com ela: a Geosfera.

P1000348

IMG_3416

A saída do parque é pelo lado direito dela.

IMG_3427

Nesta saída tem um lindo coral gospel, com cantores muito talentosos e a placa de 26 milhas, e apenas alguns metros nos separavam da chegada.

P1000353

Assim que entramos na reta da chegada foquei lá na frente o Donald e não percebi a festa que a minha irmã e a Lan fizeram para a Fer que estava na torcida. Eu não vi que ela estava lá e passei batido no vídeo rsrsrs

Nesse vídeo, eu percebi como eu corro curvada. Preciso melhorar isso !!!

Perceberam também que a locutora fala “To Infinity and Beyond” quando a gente  cruza a linha de chegada. Na hora nem percebi, era muita emoção. Mas durante toda a corrida muitas pessoas também gritavam “To Infinity…” e nós respondíamos “…and Beyond”. Sensacional !!!

Voltando a chegada…

Estava mirando o Donald, então corremos até ele para um Hi-Five e nos preparamos para cruzar a linha de chegada no melhor estilo Buzz Lightyear.

789914_1111_0015

789911_1082_0003

789911_1082_0007

790038_1283_0046

IMG_3421

IMG_3430

Ao Infinito e Além !!!!

Ao atravessar o pórtico de chegada e receber a medalha desatei a chorar. Um misto de alívio, cansaço, sentimento de dever cumprido e de felicidade por estar ali e ter feito parte daquilo.

Olha a cara de choro ?!!! rsrsrs

P1000358

Nos abraçamos e nos emocionamos mais um pouco. Estávamos felizes.

P1000361

790090_1047_0001

Recebemos também uma toalhinha úmida, e nas mesas à disposição haviam muitas garrafinhas de Powerade e água.

Combinamos de encontrar com o resto do povo no guarda-volumes. A Lan foi para a tenda pegar a medalha dos desafios e nós pegamos nossos kits pós prova e já fomos para o lugar marcado.

P1000365

Lá já aguardavam meu cunhado e o MM. Os dois deviam estar cansados de nos esperar rsrsrs. Nosso tempo líquido foi de 6:38h. Muito né ? Sim, é muito, mas foi o tempo que eu precisei para completar a prova e me divertir.

Não foi fácil. Após a prova, as pernas doíam bastante, os pés estavam queimando, mas meu coração estava feliz demais. O melhor, é que no dia seguinte as dores praticamente sumiram, e meus joelhos e articulações continuavam inteiros. Devagar e sempre. Ou melhor…

IMG_3134

…To Infinity and Beyond !!!

PS.: e vocês lembram da história do rapaz com as próteses. Ele terminou !!!!

12438991_1330846056941353_8447610131369565193_nFoto: RunDisney

 

Leia também:

Maratona, eu fui !!! – Walt Disney World Marathon Weekend 2016 (parte 1)

Maratona, eu fui !!! – Walt Disney World Marathon Weekend 2016 (parte 2)

gostou? compartilhe!
10
comentários
 
poderá gostar também de...

Como já falei em relatos anteriores, durante a viagem e, sempre, antes de sair para ir a algum parque ou passeio, consulto a previsão do tempo, tanto através de aplicativo quanto na TV. É muito importante, pois você terá a real noção do que esperar do tempo durante o dia, para saber o que vestir e levar na mochila, ou até mesmo para mudar os planos caso chova muito (e isso aconteceu com a gente, mas vou contar direitinho no relato do Islands of Adventure).

Como estávamos acompanhando a previsão, sabíamos que esfriaria muito neste dia. Então saímos para o parque preparados (mas nem tanto rsrs). A verdade é que estávamos bem agasalhados, mas para quem mora em um local que praticamente não tem inverno, nunca é o suficiente rsrsrs.

Neste dia estava fazendo 03°C. Estávamos nos sentindo no Polo Norte. Mas o show tem que continuar.

STUDIO_STDENTR2_7166237776
Saímos do hotel e chegamos no parque cedo e assim que entramos nos dirigimos pra primeira loja à esquerda da Hollywood Boulevard (rua principal do parque), para comprarmos mais luvas e cobertores.

IMG_2089

Observem os tapumes em volta do Chapéu. Alguns dias depois ele começou a ser desmontado. Sniff

Mais quentinhos, fomos para as atrações.
Montanha-russa do Aerosmith, Torre do Terror (com fastpass) e depois show da Bela e a Fera.

DSC08813

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

As duas primeiras atrações nem preciso comentar, pois são velhas conhecidas e imperdíveis, ainda mais pra minha família que adora uma adrenalina. Amoooo.

Agora, o show da Bela, é lindo demais. Como precisamos fazer o revezamento com a pequena nas atrações anteriores, chegamos bem em cima da hora para o show, e pegamos lugar lá no fundo, mas deu pra ver super bem, sem problemas.

Aí aconteceu mais uma pérola da minha afilhada. Ela é muuuuito esperta e muito racional, apesar de ainda acreditar na magia dos personagens.

Estávamos sentadas, eu, ela e minha irmã (que não é a mãe dela), o show rolando, tudo lindo, aí entra a xícara (Zip, é o nome do personagem) dançando, ela olha pra mim e fala: “Dinda, aquela xícara tem pé.” Eu arregalo os olhos, olho pra minha irmã, como quem diz “e agora?” e falo: “Ahh é porque isso é um show e não existe xícara desse tamanho, né, então precisou de uma fantasia”. Falei qualquer coisa, ela me pegou de surpresa. Minha irmã complementou: “É pra você usar a imaginação. Imagina que ela é de verdade.” Ela sem pensar, responde: “Ai, Iaia (ela chama minha irmã assim), é difícil usar a imaginação quando a gente está vendo, né?!!”

Ploft !!! Morremos, eu e minha irmã. Depois dessa começamos a ficar apreensivas com as fotos com personagens. Ainda mais que após o show, fomos direto tirar foto com a Princesa Sofia. Fomos rezando do show até o local das fotos.

       IMG_2098  IMG_2094

 

Chegando lá a vontade dela era tanta de tirar foto com a Sofia que correu tudo bem. Fotos, autógrafos, abraços. Ufaaaaa.

Aproveitamos que estávamos por ali e fomos tirar foto com o Sorcerer Mickey, mas a fila estava muito grande, então resolvemos tirar só com os Incríveis, e seguir para o The Voyage of Little Mermaid. Bem infantil, mas é bonitinho. Depois fomos ao The Great Movie Ride.

Tínhamos reserva no Mama Melrose`s e nos dirigimos pra lá. Amamos o restaurante. Decoração aconchegante, típica de uma cantina italiana, e a comida muito gostosa. Sem falar no pãozinho com azeite servido antes da entrada, hummmm.

IMG_2124

IMG_2135

IMG_2138

IMG_2144

No ato da reserva, marquei a opção de restrição alimentar, minhas irmãs são alérgicas a frutos do mar, e assim que sentamos o Chef veio em nossa mesa, para ver se as opções escolhidas por elas eram apropriadas, se não ele indicaria os pratos que elas poderiam pedir. Adoramos isso.

IMG_2147

IMG_2145
Não lembro exatamente que prato era de quem, mas gostamos muito dos pratos e as sobremesas.

IMG_2148

IMG_2154

IMG_2153

IMG_2150

Outro detalhe importante dessa reserva, é que reservei este restaurante com o Fantasmic! Dining Package, que dá direito a assentos vip no show Fantasmic. Valeu a pena!!!

11429770_844863432248095_977763009_n
Dica: Ao reservar a refeição com Fantasmic! Dining Package, após a refeição você recebe um cartão Vip para sentar em um setor reservado bem ao centro do “teatro”. Esta entrada serve apenas para o primeiro horário de apresentação, quando tiver duas apresentação do show no dia. É importante lembrar também que apenas o setor é reservado e não o assento em si. Se quiser sentar no melhor lugar deste setor (que é bem no meio) você deve chegar cedo.

Após o almoço fomos ao show da Frozen, que ficava bem ao lado do restaurante (agora fica próximo ao The Great Movie Ride).

Show bem divertido. Dois apresentadores, bastante performáticos contam a história do filme e ao longo da história clipes da música vão aparecendo com a letra para que todos cantem juntos, por isso é Sing-Along. No final surge Elsa que faz nevar e as crianças vão à loucura. Alguns adultos também (incluindo eu rsrsrs).

IMG_2156

DSC08908
Paradinha pra fotos nos cenários e depois fotos com Mike e Suley do Monstros S/A. Com direito a entrada, minha e da minha afilhada fazendo “pé de monstro, pé de monstro”. Bem legal.

       IMG_2181  IMG_2194

DSC08928

DSC08929


Pra finalizar as atrações, Toy Story com fastapass (claro!!!) e fotos com Woody e Buzz. Adoroooooo.

IMG_2204

Sem Fastpass não dá !!!

      IMG_2212 IMG_2217

Já estava na hora de irmos para o Fantasmic, então seguimos para o local do show e para o setor do Fantasmic! Dining Package.

IMG_2351

E o frio ainda estava pegando pesado.

DSC08948

DSC08947

DSC08945

Fantasmic dispensa qualquer comentário. Até porque faltam palavras pra dizer como é lindo e emocionante. IMPERDÍVEL !!!!

IMG_2261

IMG_2289

IMG_2315

IMG_2328

IMG_2337

IMG_2339
Após o show paramos ainda para as comprinhas finais e depois fomos para o hotel, mas engana-se quem pensa que o dia terminou por aí.

Ainda estava muito frio e meu cunhado ao longo do dia foi ficando ruim da bronquite. Ao ponto de ele precisar usar a cadeira de rodas que pegamos pra minha mãe.

Bom, voltamos ao hotel e ligamos para o seguro. O atendente anotou tudo e disse que no máximo em duas horas o médico estaria no quarto. Ok, deixamos meu cunhado no quarto, avisamos o resto da família no quarto ao lado e eu e minha irmã fomos treinar um pouco em volta do lago. Afinal, tínhamos uma meia maratona dali a dois dias.

Foi uma corridinha rápida de meia hora, e aproveitamos para voltar com o jantar.

O médico chegou, examinou e achou melhor seguirmos para o hospital caso ele precisasse de inalação.
Indicou-nos o hospital direitinho e por volta das 00h lá estávamos nós saindo do hotel.

Outra coisa muuuuuuito importante em uma viagem. NUNCA VIAJE SEM UM SEGURO VIAGEM.
Fomos muito bem atendidos no Osceola Regional Medical Center, super-rápido e atendimento muito atencioso.

Porém quando contratamos nosso seguro, o blog ainda não tinha a parceria com a Real Seguro Viagem e contratamos a Travel Ace. Digo isso, porque a Real seguros não trabalha apenas com uma seguradora, ela lhe dá a opção de pesquisar várias seguradoras para que você encontre a que melhor enquadra nas necessidades de seu grupo. Saiba mais aqui.

Não deixamos de ser atendidos, porém por falta de comunicação inicial entre o hospital e a seguradora (Travel Ace) o primeiro atendimento precisou ser pago na hora com cartão.

O valor foi reembolsado, mas não foi fácil. Então, sugiro ter um pouco de cuidado com esta empresa.

Bom, após sairmos do hospital ainda passamos em um CVS para fazer os remédios e voltamos para o hotel.

Dia longo, cheio de surpresas, mas valeu.

gostou? compartilhe!
0
comentários
 
poderá gostar também de...

Ele pode ter vários nomes (Rider Switch ou Child Swap), e funcionar de diferentes maneiras em cada parque, mas o propósito é o mesmo: possibilitar que famílias/grupos acompanhados de crianças pequenas, se revezem em atrações mais radicais sem que haja a necessidade de pegar a fila duas vezes.

Vou explicar mais detalhadamente.

Parques Disney:

Na Disney eRider Switch Passsse sistema chama-se Rider Switch (mas se você falar Child Swap, eles entendem também). E para utilizá-lo você deve se apresentar com a criança na entrada da atração e solicitar o uso. Será entregue a você um “crachá”, e este deverá ser trocado com o Cast Member que controla a entrada no “carrinho” da atração por outro cartão (parecido com os Fastpass antigos). É este cartão que dará acesso a quem ficou com a criança do lado de fora. A entrada com este cartão é feita pela fila do Fastpass, e é permitida a entrada de 3 pessoas. Assim, se seu grupo tiver quatro pessoas mais a criança, três poderão entrar na fila normal primeiramente, e uma ficar com a criança do lado de fora. Na hora da troca, essa pessoa que ficou acompanhando a criança poderá levar mais duas, para não brincar sozinho. Outro detalhe importante: é que você não precisa utilizá-lo no mesmo dia. No próprio cartão vem impressa a data de validade.

Parques Universal e Islands of Adventure:

Aqui eles chamam de Child Swap e tem a mesma função. A diferença é que você não aguarda do lado de fora. Nestes parques , as crianças entram nas filas junto com os adultos e quando chegam próximos a entrar no “carrinho” são encaminhados para um salinha, para aguardarem a troca. Outra diferença é que, na hora da troca, na maioria das atrações, mais de três pessoas podem ir novamente com quem estava com a criança. Não há um controle tão rígido em relação ao número de acompanhantes.

Child Swap da atração Transformers
                    IMG_1729 copy DSC08558 copy
Child Swap da atração Revenge of the Mummy

IMG_1761 copy

               IMG_1758 copy IMG_1759 copy

Parques Sea World e Busch Gardens:

Também se chama Child Swap, e como nos parques Disney, não há uma salinha para aguardar com a criança. Na entrada da fila, você solicita o Child Swap e diz quantas pessoas há no grupo. O funcionário marca a quantidade de pessoas do grupo em um cartão e solicita que entre na fila apenas a metade do grupo. Este cartão deve ser mostrado próximo ao carrinho e nele será marcado quantas pessoas passaram na primeira vez. Ao sair da atração, você entrega o cartão para a outra metade do grupo que faz o mesmo procedimento só que desta vez o cartão fica retido. Outra coisinha legal, é que a fila usada neste sistema é a fila express (a Quick Queue). Muito bom !!!

ADRENALINA BOTÃO

Agora, não dá mais pra culpar as crianças por não poder ir nas atrações radicais. Bora tomar coragem e se divertir !!!!

gostou? compartilhe!
0
comentários
 
poderá gostar também de...

Nosso maravilhoso dia no parque Disney’s Hollywood Studios e pra fechar com chave de ouro: Fantasmic.


O que dizer desse show ?!! Qualquer palavra que eu colocar aqui é pouco para descrevê-lo. É sensacional, lindo, emocionante… Amooooo !!! 

Leia o relato desse dia aqui:
http://melprandato.blogspot.com.br/2013/03/realizando-um-sonho-novamente-hollywood.html


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
gostou? compartilhe!
0
comentários
 
poderá gostar também de...