• California Dream: Hollywood Sign, Venice Beach e Santa Monica !!!

 

Agora seu encontro com Mickey Mouse vai ser mais emocionante ainda. Sim, agora ele vai conversar com você !!!

E ele se vestiu especialmente para este encontro.

Dê uma olhadinha no vídeo e veja que coisa mais fofa do mundo!!!

Será que meu coraçãozinho aguenta tanta emoção ?!!!

gostou? compartilhe!
2
comentários
 
poderá gostar também de...

14/01/2013 – Busch Gardens

Estávamos de pé no horário de sempre, e descemos para tomar café.

Devido ao tombo da minha mãe no Test Track e as diárias da cadeira já terem terminado, fui ver o que precisava fazer para alugar uma cadeira no hotel.
Próximo a entrada principal do Pop (mais pra lateral direita) tem o setor onde são separadas as bagagens dos hospedes. É para este lugar que vão as bagagens que são despachadas no balcão da Disney no aeroporto se você não quiser levá-la com você ou no caso de vôos domésticos, se elas já tiverem com a etiqueta, para que os funcionários da Disney a bagagem pra você.
Tá !!! Mas o que eu estava falando mesmo era da cadeira. Ok, vamos lá!!
Neste lugar também tem cadeiras de rodas para alugar. Meu pai resolveu ir buscar a cadeira, mas como o inglês dele se resume a “beer”, “thank you”, “yes”e “no”, eu fui junto dar uma forcinha.
Pedi para o funcionário uma cadeira de rodas, ele anotou meu nome, o número do quarto, quando iríamos embora e só. Perguntei quando era por dia e ele disse: “It is free!”. WHAT ????? Como assim ????? Free ???, e ele confirmou “Yes, it is free!”.
OMG!!! Então, quer dizer, que pagamos as três diárias de bobeira ? pensei com meus botões. E eles responderam: Sim, pagaram de bobeira.
O melhor de tudo era que a cadeira alugada no hotel poderia rodar pelos outros parques sem problema algum. Podíamos colocá-la na van e utilizá-la nos outros parques e no hotel, ao invés de pegar e devolver nos parques Disney como a cadeira que alugamos no Hollywood Studios.
Levamos a cadeira até minha mãe e depois de utilizarmos um pouco percebemos que ela não estava fazendo a curva direito, voltamos lá e trocamos por uma “cadeira de rodas cabine dupla” rsrsrsrs. A cadeira era enorme cabia minha mãe e todas as bolsas possíveis e imagináveis rsrsrs
Tudo resolvido, café tomado, pegamos o carro e pegamos o caminho do Busch Gardens.
Já tinha falado em outro post que utilizamos o GPS de um aplicativo no Ipad e ele nos deu uma rota alternativa para fugir de pedágios. Acabamos passando por uma área rural, mas foi bem interessante o caminho até o parque. Cerquinhas brancas, a casa grande ao fundo, animais pastando. Bem legal.
No começo nós achamos que estávamos perdidos, mas conferi o trajeto, e o destino estava certinho. Então, bora curtir a paisagem.
Chegamos e o parque tinha acabado de abrir. Sem perder tempo fomos direto pra Chetaah Hunt, mas ela já tinha 45 minutos de fila. Ok, vamos encarar! Mas como minha mãe estava com a cadeira de rodas, precisava utilizar o elevador (está fila tem subidas), e no início da fila perguntamos a um funcionário como deveriamos proceder.
No Busch Gardens o sistema para quem tem necessidades especiais é diferente, o funcionário vê quanto tempo está a fila e marca o tempo a partir do horário. Por exemplo: Chegamos na fila as 10:25h e o tempo de espera era de 45min, então ele marcou no papel 11:10h, e esse era o horário que deveríamos voltar pegar o elevador e ir na atração sem pegar a fila novamente.

O legal disso é que nesses 45 min de intervalo poderíamos ir em outra atração. Aproveitamos que é pertinho e fomos na Montu.

Depois da Montu, voltamos a Cheetah esperamos uns 10 minutinhos, até dar o horário e entramos.

Que delícia de montanha-russa. Sem loopings, mas muuuuuito boa !!! Todos adoraram.
Saímos da Chetaah e fomos ver os animais na Edge of Africa. Ao contrário de 2011, que muitos animais estavam escondidos por causa do frio, desta vez pudemos ver todos eles.

Seguimos todo o caminho e saímos do outro lado, quase em frente ao Serengeti Outpost que é o quiosque onde faz a reserva para o Serengueti Safari.

Compramos nossos tickets para fazer o passeio. Eram quase 12:00h e nosso “tour” estava marcado para 12:30h mas deveríamos fazer check in 15 minutos antes. Aproveitamos esses minutos para ir ao banheiro e comer os belisquetes que havíamos trazido na mochila.

No horário estipulado fizemos o check in e fomos encaminhados para a lateral onde há algumas cadeiras, sofás, para aguardarmos a pessoa que nos buscaria para o passeio.

Agora vou contar uma coisa que aconteceu mas que eu só fiquei sabendo dois meses depois. Uma coisa que faz com que escrever esse blog valha a pena. Saber que meus posts, relatos e vídeos ajudam as pessoas me deixam muito feliz e receber esse carinho então, me emociona demais.

Fomos ao Busch Gardens dia 14/01/13 e em 18/03/13 recebi essa mensagem na página do blog no Face:

“Olá Mel, você não me conhece ,mas graças aos seus vídeos de sua primeira viagem para a Disney consegui fazer uma viagem bem planejada. Fomos eu, meu marido e meus três filhos de 23, 13 e 7 anos, cada um com interesses diferentes mas que no final deu tudo muito certo. Feliz eu fiquei quando no dia 14 de janeiro deste ano visitando o Bush Gardens eu dou de cara com você e sua família, na “sala de espera ” do safari, fiquei olhando por um tempo e reconheci todos vocês, fiquei toda emocionada, não conseguia nem falar para o meu marido, quando eu ia falar com vocês, a guia comunicou que iríamos no próximo safari, eu parecia uma tonta, foi muito engraçado, não queria acreditar que aquela família que tanto me incentivou com seus vídeos e relatos estava ali na minha frente. Bem, agora eu posso contar essa história, foi muito engraçada e emocionante. Amei a minha viagem pra Disney….obrigada pelos seus vídeos e relatos…e como vocês relatei tudo no meu diário….foram dias de sonho!!! beijos!!”
Isso não é maravilhoso e emocionante ?!!! Não tenho palavras para agradecer o carinho que as pessoas demonstram por mim e por minha família. É SENSACIONAL !!!!
Sinto, por ela não ter me chamado e não termos chorado de emoção juntas, e não termos registrado a emoção.
Vai Melissa, enxuga as lágrimas e continua o relato !!!! (sim, eu estou chorando novamente ao relembrar essa história).
Quando dá o horário a guia/bióloga leva o grupo para guardar bolsas, mochilas em um armário (pode levar máquina fotográfica e filmadora) e depois ao caminhãozinho que nos levará ao passeio. Durante o percurso passamos por outros animais e ela vai falando os hábitos e curiosidades sobre cada espécies. O ponto alto do passeio é o final dele, onde o caminhão para ao lados das girafas para alimentarmos.
 

 

 

Dá vontade de levar a girafa pra casa !!!

Sim, elas dão uma babadinha na sua mão (babadona) e onde mais sua super língua encostar, mas ok, nada que um álcool gel no final não dê jeito, sem contar na experiência de estar com esse animal magnífico.
Após o “safari” passamos pelos elefantes e paramos para dar uma voltinha Scorpions e nos dirigimos pra Kumba.
Aproveitamos que já estávamos por ali e fomos ao Congo River Rapids. Muito legal, só que molha muuuuuuito !!!
Entramos na Jungala e resolvemos comer algo pois já era tarde. Escolhemos o Bengal Bistro. Lanche rápido e gostosinho !!

E depois do “almoço” ficamos por ali apreciando os tigres e os orangotangos.

Ainda fomos na Stanley Falls e na quando estávamos na fila encontramos mais uma vez o Lúcio Mauro Filho (sem fotos novamente).

A decepção do dia foi dar de cara com Sheikra fechada. Eles estavam pintando, mas quem liga pra cor ?!! Eu queria ela aberta pô !!!!!

Continuamos o caminho passando por outros animais e pelo Lory Landing, que é um viveiro com pássaros muito bonitos.
Em 2011 não tinhamos passado pelo Walkabout Way e desta vez não podíamos deixar de ir. Que fofo !!!!
Os cangurus ficam soltos e dependendo do horário você pode alimentá-los. Eles são bonzinhos e tem o pelo muuuuuuuito macio. Mandei embrulhar no mesmo pacote da girafa. Quero os dois !!!

 

Saindo da área dos cangurus, tem uns jardins que dão belas fotos.
 
Antes de darmos adeus ao Busch Gardens resolvemos ir na Gwazy. Ela fica perto da saída, já estávamos por ali mesmo, em 2011 estava fechada… não custava nada dar uma voltinha né?!!
Credo!!! Eita coisa que chacoalha. A Sheikra parece passeio no bosque perto dessa. Uma sensação horrorosa que o carrinho ia arrebentar aquelas madeiras todos e sair voando.

Mesmo nós, a “Família Adrenalina”, dispensamos essa em uma próxima. rsrsrsrs

Na volta, antes de ir para o hotel descansar, ainda demos uma passadinha no Florida Mall pra gastar mais um pouquinho.

Bjs e até o próximo relato.
Melissa Prandato

gostou? compartilhe!
2
comentários
 
poderá gostar também de...

Exatamente 11 anos depois da inauguração do Magic Kingdom, Epcot abria suas portas.

Experimental Prototype of Community of Tomorrow (Epcot) foi inaugurado em 01/10/1982, não como o projeto original de Walt, que era uma cidade do futuro perfeita, mas mantendo a idéia do seu criador onde as tecnologias do futuro poderiam ser utilizadas em favor de todos.

O vídeo abaixo é um programa sobre a inauguração deste belíssimo parque.

Happy Birthday, Epcot !!!

gostou? compartilhe!
0
comentários
 
poderá gostar também de...
Em meio a agitação e adrenalina dos outros parques, Discovery Cove é um pedaço do paraíso.

Leia o relato deste dia aqui: Discovery Cove – Um Dia no Paraíso !!!

Vídeo disponível apenas em computadores (bloqueio feito pelo próprio Youtube)
gostou? compartilhe!
4
comentários
 
poderá gostar também de...

13/01/2013 – Volta ao Mundo em um Parque só.

Acordamos naquela horinha de sempre e fomos tomar café da manhã. Mas antes de descer, nós não resistíamos e assim que a gente colocava o pé para fora do quarto, as máquinas começavam a disparar.
Parecia um ritual, sair do quarto e tirar muitas fotos da vista linda, que tínhamos o privilégio de ver todos os dias.
Depois de admirar a vista, um café da manhã delicioso e paradinha básica na lojinha. Impossível passar batido !!!

Chega de distração, bora pro Epcot !!!!

Antes mesmo de chegar dá pra ver a Geosfera. Sim, aquela bola de golf enorme chama-se Geosfera.

E logo depois de avistá-la, chegamos ao portal.

Quando chegamos ao estacionamento, fiquei preocupada. Estava lotado e o parque estava abrindo naquele momento. Na verdade acredito que ele já estivesse aberto há algum tempo pois já tinha muita gente lá dentro, mas as atrações não estavam funcionando. Só funcionariam após o horário de abertura do parque.
Porque o estacionamento e o parque estavam cheios. Pois naquele dia estava acontecendo a maratona Disney.
Fiquei chateada, pois tinha programado os dias confiando em sites de “crowd calendar” que diziam que este dia era um bom dia para ir ao Epcot. E logo quando chegamos, haviam algumas arquibancadas no canto esquerdo do estacionamento, com muita gritaria das torcidas e música. Era a linha de chegada.
Pensei: E agora ?!! Mas mesmo com toda a movimentação de carros, o povo estacionava muito gente se direcionava para as arquibancadas.

 

Entramos e fomos retirar a cadeira de rodas pra minha mãe. Era nossa última diária da cadeira.

Olha a frota !!!
Aproveitamos que já estávamos por ali, e fomos à Spaceship Earth. Só que a entrada para cadeirantes é pela lateral direita.
Verificando a entrada para cadeirantes
  
Não sei onde foi parar essa foto da minha mãe.
 
 Ao sair da Spaceship nos dirigimos ao Soarin, mas no meio do caminho precisamos fazer uma paradinha obrigatória. E não era para ir ao banheiro, não. Era para tirar foto com Tico e Teco. Ai que fofooos !!!
Autógrafo na Camiseta.
 

Agora já podíamos ir ao Soarin !!!

E apesar do parque estar movimentado devido a Maratona (que passa por dentro dele), os brinquedos estavam tranquilos.
Foto escura comigo…
…e foto clara “sem migo”rsrsrs
 Lembram que no relato do Island que eu disse que meu marido já poderia ir em todos os simuladores. Pois é, descobrimos que não. No Soarim cada hora que a Asa Delta subia um pouco mais alto, o cara empalidecia. Conclusão: passou praticamente o passeio todo de olhos fechados, e minha alegria de que ele estivesse “curado”, já era.
Pra relaxar, fomos ao Living with the Land.
Acho essa estufa interessantíssima. É bem legal ver o cuidado e o tamanho dos alimentos produzidos, e que são utilizados em alguns restaurantes do parque.

 

Depois de passear por The Land fomos ao The Seas with Nemo & Friends. Bem fofo ! É infantil e, depois do brinquedo, tem aquários e o Bruce para fotos. É um lugar para contemplação, assim como quase tudo neste parque.
Epcot tem pouquíssimos brinquedos. Ótimos, mas poucos. Então quando pensar em ir ao Epcot lembre-se que este é um parque para você passear. Para curtir belos cenários (países), tirar lindas fotos, assistir maravilhosos e divertidos shows e atrações e andar muuuuuuito. rsrsrs Se for achando que vai entrar em brinquedos o dia inteiro, está muito enganado. E apesar da “falta” de brinquedos não falta diversão e coisas para ver.

Atravessamos até o outro lado do Future World para irmos ao Test Track e Mission Space.

Aproveitamos que tínhamos o Photopass+, e poderíamos incluir quantas fotos quiséssemos, para irmos separados. Entramos na Single Riders que estava bem menor. Aí se deu a tragédia.
Na verdade, não foi bem uma tragédia, mas poderia ter sido.
Minha mãe tem problema nos joelhos. Ela não consegue ficar muito tempo em pé, parada nas filas e andar por tantas horas seguidas e por isso alugamos a cadeira de rodas.
Como estávamos na “single”, deixamos a cadeira e as mochilas com meu marido do lado de fora. Na hora de nos separarmos para cada um ir em um carrinho, minha mãe tropeçou, sabe Deus em quê, pois não tinha nada na frente dela e foi ao chão de joelhos. Fez um barulho enorme e de repente todo mundo estava olhando para ela. Ela ficou se contorcendo de dor. Eu e minha irmã olhamos uma pra outra e tentamos desistir de ir no brinquedo, mas o rapaz não deixou a gente ajudar e fez a gente entrar no carrinho.
Já que estávamos dentro do brinquedo, resolvi curtir, mas não foi a mesma coisa né ?!! Quando desci do carrinho pedi, no meu inglês tupinikim, se eu podia ficar para sair com ela, e a Cast Member deixou que eu ficasse num cantinho esperando por ela.

Coitada. Saiu melhor, mas ainda doía muito.

E no final das contas acho que ela foi a que mais aproveitou, olha a cara dela na foto. rsrsrsrs

Fomos ao Mission Space. No orange, claro !!

E como ela estava com muita dor, pediu para tomar um remedinho: Mickey Ice Cream Bar. Excelente remédio para todos os males.
Cura instantânea
Como tudo que queriamos fazer por aqui estava concluído, fomos começar o World Showcase. Desta vez, nosso tour começou pelo Canadá, já que em 2011 iniciamos pelo México.
Todo o World Showcase rende belíssimas fotos e eu com meu brinquedinho novo, não economizei nos clics. Na verdade não economizamos, pois câmera era o que não faltava.

Paradinha no Reino Unido para almoço.

Comemos na Yorkshire Country o famoso e delicioso Fish & Chips. É muito gostoso e barato, recomendo. Mas o Fish and Chips do 3 Vassouras no Island, na minha opinião, é imbatível.

 

 

E dá-lhe foto !!!

Assim que acabamos de almoçar, encontramos a Alice. Nossa que meiguinha. Ajudou minha mãe a sair da cadeira e tudo. Se mostrou muito preocupada quando contamos o que tinha acontecido. Foi uma fofa !!!

 

E logo depois, encontramos Mary Poppins.

Já tinha passado a hora do almoço e a maratona não tinha terminado ainda. Afff fiquei cansada só de olhar o povo correr.

Continuamos andando pelos países, entrando nas lojinhas e tirando fotos.

França

Esse cara é meio maluco. Olha a altura que ele chegou.

 

Marrocos
Registrando tudo

Estes Cast Members estavam cantando e tocando musicas típicas. Muito legal !!!

Vai que o Gênio aparece, né ?!!
 

Japão

Infelizmente quando cheguei ela já tinha terminado, mas essa moça (o nome dela é Miyuki) modela bichinhos numa massinha que eu não sei do que é feita, com uma habilidade e rapidez impressioante.
A lojinha deste pavilhão é enlouquecedora, tem de tudo e coisinhas bem diferentes. Meu marido se atracou em uns salgadinhos um tanto esquisitos. Não tive coragem de provar, mas ele disse que era bom.
Sim, isso é um peixinho seco. Eca !!!

 

Estados Unidos

Dentro do prédio tem uma apresentação com bonecos audio-animatrônicos sobre a história americana que eu assisti tudinho, mas teve muita gente que aproveitou que estava sentadinha e no escurinho e dormiu. rsrsrsrs
Antes dessa apresentação, ainda no hall tem um show com um coral chamado Voice of Liberty. Se você não tiver paciência de assistir a apresentação no teatro, pelo menos entre para ver esse grupo cantando. É sensacional !!!

 

 

Itália

Nesta altura, bateu uma fominha. Então paramos em uma barraquinha que fica quase em frente ao pavilhão da Itália para fazermos uma boquinha. Coisa simples, apenas um petisco. rsrsrs

 

Uma tacinha de vinho também cai bem.
E quando estávamos saindo do pavilhão da Itália, eis que surgem “The Ziti Sisters”. E pelo que parece, elas adoram nossa família. rsrsrsrs

Alemanha

Antes de entrar no pavilhão tem uma cidadezinha alemã em miniatura muito bem feitinha.

O que eu mais gosto neste pavilhão é a loja de caramelos. Meu Deus, a loja é uma perdição tanto olfativa quanto gustativa. rsrsrsrs Claro que levei alguns pacotinhos de doces.
 Ainda encontramos a Branca de Neve, mas tinha uma filinha e resolvemos não ficar. E como já tinha tirado minha fotinho com ela em 2011, seguimos adiante.

China

Quando chegamos ao pavilhão da China estava começando a escurecer, e o show Jeweled Dragon Acrobats estava começando. Os acrobatas fazem apresentações impressionantes. Muito bom !!!

Mas eu tive que parar de ver a apresentação, para contemplar o pôr-do-sol mais lindo que eu já vi na vida.

Lindo, não ?!!!

Noruega

Em 2011 só passamos rapidamente por este pavilhão, pois a fila estava bastante grande, mas desta vez deu pra gente conferir o Maelstrom. Legalzinho, mas nada de outro mundo.

México

Novamente como estávamos com a cadeira para podermos entrar na pirâmide, deveriamos utilizar um caminho pela lateral a direita do prédio.
E ao nos dirigirmos para lá encontramos com Donald vestido de Mexicano. Lindo !!!
Entrada lateral
Entramos na pirâmide e ficamos zanzando pela Plaza de los Amigos, indo de lojinha em lojinha. E depois não podíamos deixar de ir no Gran Fiesta Tour prestigiar nosso representante na Disney. Adoro essa atração !!
Quando terminamos todos os pavilhões, fomos tirar aquela foto clássica da Geosfera Iluminada e depois voltamos ao Canadá para assistir Off Kilter. Banda que mistura rock e gaita de foles. Música muito boa !!

 

Assistimos ao show já encostados na grade do lago, aguardando IlumiNation. As fotos não saíram muito boas pois ainda não sabia regular a câmera para fogos de artifício e também não tinha um tripé.

E assim encerramos nosso maravilhoso dia ao redor do Mundo em Epcot.

Bjs e até o próximo relato.
Melissa Prandato

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
gostou? compartilhe!
2
comentários
 
poderá gostar também de...
 


Página 20 de 44« Primeira...10...1819202122...3040...Última »