• California Dream: Hollywood Sign, Venice Beach e Santa Monica !!!

 

Acordamos no horário de sempre, tomamos café no hotel e partimos para Universal Studios.

Chegando ao Citywalk deu uma vontade de seguir em frente, rumo ao Island, mas pegamos o caminho para Universal, esse era o nosso destino.

O parque tinha acabado de abrir e nos dirigimos ao simulador dos Simpsons. No caminho até o brinquedo não encontramos viva alma. Acho que todo mundo entra no parque e corre para a Hollywood Rip Ride Rockit.

Deu para ir calmamente até o Simpsons e ir tirando muitas fotos do cenário pelo caminho. Chegando lá, ninguém na fila, éramos os primeiros.

 O simulador é bem legal. O negócio não para. É sobe, desce, balança, o tempo todo. Bem divertido!!

Na saída ainda tivemos a grata surpresa de encontrar o Bart e tirar muitas fotos com ele.

Voltamos lá no início do parque e fomos na montanha-russa Hollywood Rip Ride Rockit. Só não gostei de uma coisa, a montanha-russa tinha que ser mais longa pra gente poder ouvir a música inteira.kkkk
Fomos na primeira fileira e nos alto-falantes “Born To Be Wild”. Tudo de bom!!
Dessa minha mãe e minha tia não gostaram muito pois acharam que a cabeça fica muito solta e chacoalha muito. Mas o resto do povo amou!! Aqui somos todos radicais!!kkkk
Queria ter comprado o vídeo, mas achei muito caro e já estávamos chegando ao fim da viagem e meu dinheiro também. rsrs

Como se gasta naquela terra, né!! Tudo o que eu via falava: “Ai que lindo, eu quero!”, pronto lá se iam muitas doletas. Se controlar em Orlando para não comprar tudo que se vê pela frente é um exercício e tanto de autocontrole e, que eu tive muita dificuldade em colocar em prática. rsrs

Bom, voltando aos brinquedos. Fomos ainda ao Shrek 4D (muito legal!), no E.T. (lindinho, lindinho!), na parte do Pica-pau (para fotos) e no Animal Actors.

Amo animais então, achei o show muito bonitinho.

O Orangotango é demais. Apesar que sou suspeita, pois acho esse animal lindo. Sei que é feio, mas é tão inteligente e tão expressivo que para mim tornam-se lindos. Sabe aquele dito, “quem ama o feio, bonito lhe parece”, então… rsrs

Acabando o show fomos ao Man in Black; bem legal. É estilo o do Buzz e o Toy Story Mania, mas é claro que o Toy… é muito mais legal!
Atravessamos a ponte e fomos ao Jaws.

Já sabia que o brinquedo não era nada extraordinário, mas é um clássico então tínhamos que ir.

É legalzinho e, na saída tiramos aquela foto, clássica também, no tubarão.

Aí aconteceu um desastre: fomos ao Disaster!! Ohh coisinha sem graça, uma fila imensa, e quando você entra, vai passando de uma sala para outra e no final o brinquedo nem é tão legal. A única coisa que fiquei impressionada foi com o holograma do Sr. Kincaid, parece que o homem está lá. Mas na minha humilde opinião esta é uma atração totalmente dispensável.

Depois fomos à Revenge of the Mummy; muito boa!! É uma montanha-russa no escuro, mas que antes você vai passando por cenários e bonecos do filme, que se levantam e assustam, muitas chamas surgem e o teto pega fogo. Os efeitos são legais, a montanha-russa é legal, é um brinquedo imperdível!!

Antes de irmos embora, ainda fomos ao Twister. É melhor que o Disaster, mas é um brinquedo que da próxima vez não repetiria. Tinha um menino ao lado da minha irmã que ficou desesperado com a simulação do tornado, quando a vaca levantou voo, então o menino surtou, kkkk coitadinho!!
Nossa intenção era na saída ir ao Hard Rock comer e depois voltar à Best Buy (que na primeira vez  acabamos não comprando nada), mas não me liguei no horário e o Hard Rock só abre às 20:00h. Eram quase 18:00h, estávamos famintos e se ficássemos lá esperando íamos perder a Best Buy.

Mas como tínhamos um rockeiro no grupo que ia ficar P da vida se não conhecêssemos, resolvemos comer qualquer coisa rápida no Citywalk, ir ao Best Buy mais próximo e voltar para conhecer o Hard Rock. E foi o que fizemos!!

O ambiente do Hard Rock Café é muito legal. Na parte de baixo estava cheio, mas no andar de cima não tinha ninguém. O legal é que eles deixam você entrar, rodar tudo, tirar fotos e ninguém fala nada. Gostaria de ter jantado lá, mas como já tínhamos comido, fica pra próxima. Tem umas TVs que passam clips e na hora em que estávamos lá, três garçonetes pararam de atender e foram dançar Thriller. Foi bem legal e elas dançam direitinho, viu!!

Ao final de mais um dia de diversão, voltamos ao hotel, tomamos banho e cama!!
Bjs
Melissa
gostou? compartilhe!
2
comentários
 
poderá gostar também de...

Assim com eu estava ansiosa por ver o Castelo da Cinderela, meu filho estava para ver o Castelo do Harry Potter. Falando a verdade eu também estava. Meu filho cresceu vendo Harry Potter e eu aprendi a amar a história junto com ele.

Tomamos café da manhã no hotel e fomos ao Island of Adventure. Desde que pegamos o carro a Rachel (“nossa” GPS) se comportou muito bem, então coloquei o endereço e ela nos levou direitinho até lá. Ainda não comentei isso, mas que ruas, heim?!! Pistas largas, bem sinalizadas, limpas, bem pavimentadas. Meu cunhado ficou impressionado com os semáforos. Num dos cruzamentos o suporte para eles parecia aquelas estruturas de iluminação de show de rock.
 Amo o Brasil, mas quando voltei fiquei reparando nas ruas, calçadas, dá um desanimo, né!!

Voltando ao parque. Chegamos e, no estacionamento também tinha aquela organização “Disney”, todos parando lado a lado certinho.

O estacionamento é bem grande e para chegar até o parque, tem que passar pela esteira. Que rendeu muitas risadas, por causa do carinha que fica falando “watch your steps”. Aqui não dá para reproduzir o que meu pai repetia, pois parecia aramaico, mas vou colocar no vídeo. Rsrs

Entramos no parque e seguramos a tentação de correr para o Harry Potter. Fizemos bem, pois o parque estava vazio, acredito que todos estavam lá na parte do HP.
Primeira parada montanha-russa do Hulk. Uma montanha russa tranquila, vai subindo normalzinha, de repente, ela dispara, gira e cai ao mesmo tempo. É pura adrenalina!! Muito, muito boa!! Não repetimos (neste momento), pois quanto mais cedo terminássemos todo o parque mais tempo ficaríamos no Harry.

Depois fomos no Dr. Doom; oh coisa sem graça! É um elevador que sobe com velocidade, aí você pensa: “Opa se a saída foi assim, quando despencar, uhuu!!” Que decepção, ele desce suavemente. Se tiver fila maior que 5 minutos, passe reto, não vale a pena perder tempo. Apesar de que 5 minutos para esperar esse brinquedo já é muito. Gente, essa é a minha opinião e a da minha família, ok?!!
Para compensar a decepção fomos ao Homem-Aranha. Muito bom!! Esse é imperdível! Simulador 3D incrível!

Entramos na parte do Toon Lagoon é muito bonitinha para fotos. Tiramos muitas.

Um dos brinquedos estava fechado, então fomos só no Popeye & Bluto…
Lembra aquela lição que minha mãe faltou, sobre a capa de chuva, então… Entramos no brinquedo preparados com as capas, inclusive ela. O pessoal demorou tanto para se ajeitar que eles tiveram que parar a esteira que fica girando para entrar. Todos sentados, com cinto, mochilas guardadas, lá vamos nós.
Minha mãe, é uma figura, quando ela está nos brinquedos ela grita, se mata de rir, e esquece o resto. Então tá, bóia gira para cá, gira para lá, espirra água daqui, espirra dali. Todos com capa mas o capuz as vezes queria ir para trás, então a gente apertava o capuz puxando-o na altura do queixo, menos minha mãe. Depois de uma curva vimos uma cachoeira, começamos a gritar, a bóia girando, girando, e foi parar bem onde ? Nela, sem capuz. Fez CHUÁAAAAA. Parecia que ela tinha saído do chuveiro.kkkk Foi a gozação da viagem: “Mãe esse brinquedo molha, vamos?”kkkk

Depois desse ainda teve Jurassic Park River Adventure mas minha mãe já estava molhada então ela nem ligou.kkkk
Esse brinquedo também é muito bom. Parece que você vai entrar na boca do T-Rex, quando… Não vou contar, que perde a graça. Mas é muito legal!!!
Terminamos tudo que queríamos por volta das 13:00h. Cedo né?! Onde estava todo mundo ? Harry Potter, claro. E era para lá que estávamos indo!! Oba!!

Saindo do Jurassic Park e passando pela ponte, você vê ele “o castelo” e começa a escutar a música do filme, que dá aquele clima todo especial.
Gente, o que é essa parte do Harry Potter ?!!! Perfeita!! Cada cenário, cada detalhe, parecia real.

Entramos e estava lotado. Mas como era cedo deu para curtir bem.

Demos uma volta por Hogsmeade, linda!! Tiramos fotos nas vitrines das lojas e com o maquinista do Expresso de Hogwarts. Algumas lojas são apenas fachada, mas a vitrine é perfeita. Os caldeirões fazem barulho de fervura, as mandrágoras gritam, o pomo de ouro voa dentro da loja e o balaço sacode a caixa.


Na vitrine da loja de vestes, está exposto o vestido que a Hermione usou no baile de inverno no filme Cálice de Fogo. Bem legal!!

Ao lado do Expresso de Hogwarts tem uma sala com armários para a montanha-russa Dragon Challenge.

Dica: se você for fazer os dois dragões, mesmo com pouca fila, saia e troque sua mochila de armário, pois achamos que ia dar tempo, pois estava com 10 minutos de espera e tivemos que desembolsar U$ 3,00 por armário. Sorte que meu pai estava com dinheiro no bolso, pois o meu estava dentro da mochila.

Uma coisa que esquecemos foi voltar na fila, com as mochilas mesmo, para tirar fotos, pois o Ford Anglia do pai do Rony está lá. É só dizer que você quer tirar foto da fila que eles deixam.

Não fomos ao Olivanders e nem na loja de varinhas, tinha uma fila enorme e resolvemos não ir. Outro motivo para voltar. Adoro isso!!
A fila que fica de frente, na rua de Hogsmeade é a da encenação da escolha da varinha, mas se você quiser ir só na loja dê a volta que a fila e a entrada é atrás.
Voltando a Dragon Challenge, a montanha-russa é muito boa, a fila é bem ambientada, e se você quiser ir novamente (e não tiver mochila no armário), você não precisa sair, lá dentro tem uma passagem que faz você voltar ou no jardim perto do Ford você sobe uns degraus e está na fila novamente.

Quando você está prestes a entrar no carrinho da montanha-russa, repare no teto. Parece a tenda onde o Harry aguarda sua vez e você pode ver a sombra do dragão tentando rasgá-la. Show!

As duas versões são muito boas, mas achei o Meteoro Chinês um pouquinho mais radical.
Saímos pegamos as mochilas no armário, lá se vão três dólares, e aí cai um toró. Oba, estamos com capa, vai esvaziar! Que nada, o povo ficou na fila da varinha, na chuva mesmo.
Então mesmo com capa, nos abrigamos na barraquinha de cerveja amanteigada. E foi a deixa para experimentarmos. Gostosa, mas é bem doce. Tomar sozinha enjoa.

Comprei uma frozen para mim e para meu filho, minha tia também e minha irmã comprou uma ice, para sabermos a diferença. Frozen é muito melhor. Parece uma raspadinha de Tubaína com chantilly. Compramos a que vem com a caneca para trazer como recordação, foi uns U$ 11,00.

A chuva passou bem rápido e ainda tomando a cerveja amanteigada fomos no castelo. A fila é só para a mochila, pois mesmo marcando 30 minutos de espera a fila chega no máximo às estufas. Lá dentro o trajeto da fila é bem grande e cheio de coisas para ver, então o povo demora mais vendo as coisas do que para andar no brinquedo.
A entrada para a fila é na mesma sala dos armários só que do lado esquerdo. Lembrando: se for repetir, aproveite que está lá tirando a mochila e já coloque em outro. Como já estávamos espertos foi o que fizemos.
Dá para levar até uma filmadora se quiser, pois no assento tem uma portinha que você pode guardar e cabe.
A fila já é tudo!! Você passa pela porta da sala de poções depois entra na estufa e no final dela você entra no castelo.

Logo de cara tem a estátua do fundador de Hogwarts, os contadores das casas, e a estátua da Fênix indicando que você vai entrar na sala do Dumbledore. Fiquei com vontade de falar: “Gotas de limão” (para quem não acompanha Harry Potter é uma das senhas para se entrar no escritório do diretor).

Gente o que é a sala dele ?! Igualzinha, perfeita. Tem os armários cheios de objetos, a penseira, os livros, tudo muito detalhado e fiel à história. E lá em cima quem aparece ?… Ele, em “pessoa”! É impressionante como parece ser real.

Continuando a fila você entra na sala de defesa contra as artes das trevas com todos os detalhes que a gente vê nos filmes e, lá no alto a porta abre e você escuta uns passos e cochichos e tirando a capa de invisibilidade surgem Harry, Rony e Hermione. Perfeitos!! Eles conversam, começa a nevar em cima da fila e Hermione desfaz o feitiço. Nisso a fila vai passando e ninguém se importa.

Seguindo tem os quadros, acho que a ordem é essa. Tem tanta coisa pra ver que a gente fica maluca.
Tem vários quadros, mas os que se mexem são só os dos fundadores das casas. Eles ficam conversando entre si.
A textura do quadro é tão perfeita que parece tela mesmo, não parece um monitor ou sei lá o que.

Ainda passamos pelo quadro da mulher gorda, pela sala comunal de Grifinória, e pelo Chapéu Seletor.

O brinquedo é muito bom!! É um simulador com vídeos e bonecos animatrônicos. Reparem perto do final um dementador que chega bem perto com a boca iluminada. E veja sua imagem refletida na fumaça. Legal!!!
Claro que repetimos, e na saída paramos na lojinha para comprar muitas coisinhas. Cuidado com o mapa do maroto, custa U$ 50,00.
Se quiser comprar varinha e não quiser enfrentar fila na loja. Tem uma barraquinha entre o Castelo e a entrada do Voo com  Hipogrifo que vende. Meu filho comprou suas três varinhas lá (Voldemort, Dumbledore e Harry Potter), 24,90 + taxas (acho que foi isso). Na loja da Universal lá no Citywalk e no aeroporto também tem.

Fomos almoçar no Três Vassouras e no caminho os personagens da Durmstrang  e da Beauxbatons estavam lá para tirar fotos, mas eles já estavam saindo e o funcionário nos falou o próximo horário.

O Três Vassouras é bem legal, a ambientação é igualzinha a do filme e a comida é deliciosa. Na fila tem uma vitrine com os pratos servidos para você já ir escolhendo. Pedi uma salada de frango e para meu filho peixe empanado com batata. A salada era enorme e o peixe também era bem servido, então dividi com meu filho e comemos uma deliciosa refeição de peixe com batata e salada. Para beber só suco, cerveja, água ou chá, nada de refrigerante.

Após o almoço voltamos para tirar fotos com os personagens das outras escolas. Se eles fazem alguma apresentação, naquele dia não fizeram, acho que por causa da chuva o chão estava molhado então eles estavam só tirando fotos.

Depois fomos no Voo com Hipogrifo, e na fila você vê a plantação de abóboras do Hagrid, a cabana dele e já dentro da montanha russa é que você passa de frente para o Bicuço e ele faz uma reverência. Legal!!
O brinquedo é bem light, pois é para crianças, mas a vista do castelo é bem legal e tem essa parte do Hagrid que não tem como deixar de ir para tirar umas fotos.
Voltamos para Hogsmeade para comprar mais algumas coisinhas.


Na Dervish and Banges, compramos uma veste da Grifinória com uma gravata, uma goles, um pin com o distintivo e um cachecol. Lá tem o Livro Monstruoso dos Monstros dentro de uma gaiola, que rosna e se sacode de vez em quando.

Passamos na Honeydukes, e compramos sapo de chocolate (maciço e gostoso) e feijãozinho de todos os sabores.

Claro que saindo da loja, cada um pegou um para experimentar. Na primeira rodada todos pegaram sabores gostosos, na segunda vez peguei um de ovo podre, muito ruim e fiz o povo experimentar também. Outros ruins são cera de ouvido, grama, sujeira (tem gosto de tapete velho e mofado) e vomito (gosto de tomate passado). Mas a grande maioria é gostoso.

Resumindo a experiência de passar por Harry Potter: É MARA!!!!
Saímos de lá quase 18:00h e passamos pela parte do Seuss Landing, para tirar fotos. Saímos do parque e demos uma volta pelo Citywalk e depois fomos ao Blue Man Group.
Minha irmã amou. É um show interativo e bem diferente de qualquer coisa que eu já tenha visto. Minha opinião: é um show interessante e legal, mas eu só gostei! Não seria um show que estaria no meio roteiro numa próxima vez, ao contrário do Cirque du Soleil que eu repetiria.
Saímos do show exaustos e retornamos ao hotel para jantar e nanar!!
Bjs
Melissa
gostou? compartilhe!
0
comentários
 
poderá gostar também de...

Olá amigos!!

Este é o vídeo do primeiro dia no Lugar Mais Feliz da Terra.
Espero que gostem!!

Bjs
Melissa

Leiam o relato deste dia aqui http://melprandato.blogspot.com/2011/01/relato-de-um-sonho-embarque-e-chegada.html

gostou? compartilhe!
5
comentários
 
poderá gostar também de...

 Acordamos, tomamos café no hotel e partimos em direção ao Sea World

Uma das coisas legais de estar lá (estou falando de estar em Orlando), foi pensar que as fotos com as entradas dos parques e dos cenários que via com outras pessoas posando, agora estariam acompanhados da minha pessoa. Foi este o primeiro pensamento que passou pela minha cabeça quando vi aquele farol da entrada do Sea World. Coisa de gente maluca, eu sei, mas me senti assim várias vezes e a cada lugar conhecíamos. Rsrs

Então chegando à entrada, parada obrigatória para foto, da entrada, depois da entrada com a réplica da Shamu que fica na parede, com a Shamu, etc… 
Agora adivinhem qual primeiro brinquedo! MANTA!!!! 
Muito, muito, mas muito mesmo, legal!! De fora parece assustadora, mas que nada, é deliciosa!! Quando você está prestes a entrar e vê o povo sendo virado de barriga para baixo, dá um friozinho, mas quando você senta lá é muito bom!!
Claro que no final, gritamos: De novo, de novo!! Já era nosso grito de guerra!kkk 
Saímos e entramos na fila novamente. A Manta é tuuuudooooo!!!


Depois fomos em direção ao Show Clyde and Seamore, mas estava um pouquinho cedo então fizemos outro caminho e passamos pelo Turtle Point, Stingray Lagoon e Dolphin Cove (do alto).


O show Clyde and Seamore é muito divertido!! Aqueles animais são demais. Inteligentes, engraçados e, pelo que parece, muito dóceis. Adoramos. Antes de começar, por enquanto que o pessoal se acomoda tem um mímico que fica fazendo brincadeiras com o povo que entra, muito legal.

De dentro o “teatro” dá para ver a Kraken. E foi para lá que nos dirigimos quando a acabou. Muito boa!! Prefiro a Manta, mas não dá para deixar de ir nesta também!! 

Saindo da Kraken, fomos à Journey to Atlantis. O preferido de minha mãe!!kkkkk Vocês já vão saber o porquê da minha risada!

Vimos que o brinquedo molhava e já no roteiro que fiz coloquei a observação. Todos tinham capas que foram compradas no Epcot e todos foram avisados a levar a capa. Quando chegamos à fila do brinquedo, falei: “Coloquem as capas”, aí diz minha mãe: “Ai, deixei no carro”. Para piorar nos armários tinha um menino e a gente perguntou: “E aí molha muito ?” resposta: “Molha, mas na frente molha menos, pois a água vai pros lados”kkkkk
Menino filho da piiiiiiiiii, pensou minha mãe na saída. Ela e meu pai estavam ensopados, não tinha nenhuma peça de roupa seca. Tênis, meia, até a calcinha.kkkkk Depois meu pai tentou se vingar colocando umas moedinhas nos esguichos mas ele não acertava ninguém. Kkk


Lição aprendida: “Quando disser que molha é porque molha, então tenha sua capa sempre à mão”. Na verdade minha mãe faltou na aula dessa lição e no próximo parque eu conto.



Fomos para o show da Shamu. Mesmo sendo minha primeira vez, achei o show curto com a sensação de “já acabou”. Não sei se era porque eu já tinha lido outros relatos sobre o encurtamento do show pós-acidente ou se foi uma sensação real minha. Mas é bonito, mesmo pequeno. Deixar de ver é como faltar algo pois a Shamu é o símbolo do parque.

Depois do show fomos almoçar no Mango Joe`s Café, que não recomendo. Comida ruim e cara. Para ter noção é mais cara que a comida do Três Vassouras no Island, que serve uma comida maravilhosa.

Demos a maior volta e voltamos tudo para assistir Blue Horizons, que é fantástico!! Lindo demais!!

Depois do Discovery Cove no dia anterior, já estávamos nos sentindo íntimos dos golfinhos, então fomos alimentá-los no Dolphin Feeding Area. Sempre lindos e sorridentes (acho que eles estão sempre sorrindo), os golfinhos ficam eufóricos com os peixinhos e os pássaros também. Tive um peixe furtado por uma gaivota (acho) espertinha. 


Ainda fomos no Manatee Rescue, Penguin Encounter, Shark Encounter e Wild Artic.



Saindo no Wild, passamos por um susto. Deixamos para pegar as fotos das montanhas-russas depois (não recomendo)e quando saímos o parque estava quase fechando. Na saída do brinquedo minha tia foi comprar uma toalha, mas com a pressa de ir buscar as fotos da Manta que era praticamente do outro lado do parque, ela apoiou a câmera no balcão para pagar e esqueceu lá.



Quando chegamos na Manta é que ela deu falta da máquina, mas não lembrava onde tinha deixado. Pensei só pode ter sido na loja. Saí correndo o caminho todo de volta, pois todas as lojas já estavam fechando. Quando chego, a loja já estava fechada, ninguém dentro. Sorte! Tinha um senhor, funcionário do parque, próximo e eu pedi no meu inglês “The book is on the table” para que ele entrasse na loja e verificasse com alguém se estava lá. Claro, que não falei tudo isso assim explicadinho em inglês, mas acho que juntando tudo ele entendeu. Voltou com a mão para trás pedindo características da máquina, eu disse: “Black, Sony” e sorte novamente, era ela. UFA!!

Tudo resolvido, saímos do parque e ao Florida Mall, tudo fechado, esqueci era domingo, mas ainda aproveitamos a Sears. Depois fomos comprar perfume e jantar no Vittório`s. Tinha um encontro marcado com o pessoal do VPO, mas perguntei a menina da porta e ela disse que não tinha nenhuma reserva, que outras pessoas também já tinham perguntado mas não sabia onde estavam. Tudo bem, fica para a próxima. Aproveitamos o jantar. Comida brasileira boa, fantástico passando na TV, português falado por todos os lados, me senti no Brasil!!

Depois de muito feijão com arroz, bife e farofa, voltamos ao hotel e cama. Amanhã Harry Potter!!!EBA!!



Bjs
Melissa

gostou? compartilhe!
7
comentários
 
poderá gostar também de...

Estávamos ansiosos por este dia, pois sabíamos que ia ser especial, mas não sabíamos o quanto.
Discovery Cove é um parque imperdível, mesmo no inverno. Vale a pena bater os dentes e tremer de frio.
Quando você compra o ingresso, independente de ser com nado com os golfinhos ou não, tudo está incluído. Você só precisa colocar a mão na carteira para comprar fotos e lembrancinhas, e se quiser.
Acordamos e fomos direto para o parque.

Já na entrada você já percebe a diferença. Estacionamento bem menor que os outros, mais vazio e uma entrada linda com jardins maravilhosos.

Entramos e já nos encaminham para um balcão onde devemos fazer o check-in. Não há filas, nem correria. Neste balcão entreguei o voucher (comprei o ingresso direto no site) que imprimi na hora da compra e eles tiram uma foto de cada um para colocar no ingresso. Em outro balcão, bem ao lado, você retira os ingressos (tipo cartão) já com cordinha para você pendurar no pescoço. Eles também entregam ao grupo um mapa um pouco maior que o ingresso, também de plástico, que você pode pendurar junto.

Já de posse dos ingressos, um funcionário vem para explicar como funciona o parque. Percebendo que a maioria do grupo não falava inglês, sem que pedíssemos, uma funcionária chamou uma outra, brasileira, para nos ajudar.

Depois da explicação fomos tomar café da manhã. Tudo muito gostoso e você pode repetir quantas vezes quiser. Em frente às mesas tem uma lojinha e já paramos para comprar uns sapatinhos para entrar na água. Você pode andar por lá descalça ou de chinelo, mas preferimos assim já que estava frio.
Seguindo mais adiante tem os banheiros, uma tenda onde pega a roupa de borracha e os armários. A roupa eles só perguntam se você quer curto ou longo, e o tamanho eles mesmo já pegam um que eles “acham” que vai dar. E eles “acham”certinho. Ali mesmo você pega um saquinho (de tela) com o snorkel, a máscara e sachês com protetor solar, e no final o snorkel pode levar para casa. No banheiro tem toalhas a vontade.

Saindo do banheiro é só virar a direita para encontrar os armários. Tudo guardado, fomos direto para a cabana estipulada para o nado com o golfinho. A nossa era a Starfish. O nado estava marcado para 10:30, mas eles pedem para estar lá 15 minutos antes.
Lá eles passam um vídeo, fazem uma breve explicação e cada pessoa do grupo preenche e assina um papel. 

Saindo da cabana, vamos direto à praia onde acontecerá o nado e logo entramos na água. Dica: tire relógio, anéis, pulseiras, etc, e deixe no armário, pois eles pedem para tirar tudo, tudo. Até a fitinha do Senhor do Bonfim tive que estourar do pulso do meu filho. Mas vale a pena, pois acho que todos os pedidos dele foram realizados ali. Os meus tenho certeza que foram!!

 A vontade que se tem quando você entra na água é de abraçar e apertar bem forte aquele animal maravilhoso. É uma sensação incrível!

Estava bem frio, acho que uns 8 graus, com um vento gelado, mas um sol lindo. Nem o frio conseguiu estragar este momento.
Durante toda a interação o treinador vai contando várias coisas sobre os golfinhos e nos pede para fazer vários comandos para que ele, quer dizer “ela”, faça.

Nosso golfinho era uma “menina”, chamada Erin, com 5 anos. Uma fofa!!
Um de cada vez, é chamado para dar beijo e abraçar para tirar fotos, depois eles reúnem a família para uma foto com todos.

Para todos a Erin ficou quietinha na hora do beijo e já se empinava toda na hora de abraçar para a foto. Mas com meu filho ela, sem ser mandada, virou a barriga para cima e o treinador pediu para que ele coçasse a barriga dela. Muito linda, ela tremeu as nadadeiras igual cachorro que treme a pata quando a gente faz carinho. Foi incrível!!!

E o nado então!! São só alguns segundos, mas vale cada centavo!!
Quem não sabe nadar, se afasta lateralmente, mas continua no raso e para quem sabe vai para frente, no fundo, mas é bem tranquilo.

Após o nado, ainda fizemos mais alguns comandos e depois ela nos deu tchau!! Sniff! Queria mais e mais.
Saímos da praia dos golfinhos muito felizes!

Depois fomos ao rio, que tem água doce e quentinha (ohh delícia!!) e fizemos todo o percurso treinando o uso do snorkel, da filmadora à prova d’água e apreciando a vista. O percurso é longo, mas calmo e, até nos entendermos com o snorkel bebemos muita água.rsrs


 Saindo de lá fomos à praia onde tem as arraias. Água fria, mas a esta altura já não estávamos nem ligando.

Ficamos bastante tempo lá.

As arraias nadam livremente por entre as pessoas. Tem muitos peixes, de vários tamanhos e cores e num canto tem os tubarões, barracudas, etc.. Bem legal!!

Quando saímos, já eram 14:00h e resolvemos ir almoçar pois o restaurante fecha às 15:00h. Todos comeram salmão grelhado e salada caesar, menos meu filho que comeu macarrão com frango a parmegiana.  Você também pode repetir quanto quiser ou pedir algum item de outro prato. Tem também sobremesa e bebida. A cerveja também é à vontade, então meu pai adorou!!

Acabamos nem indo no aviário, pois estávamos tão relaxados que a vontade era deitar numa rede. Tomamos banho. No box já tem shampoo, condicionador e sabonete. Inclusive, amei o shampoo, deixa o cabelo lisinho, macio e brilhoso. Quase perguntei a marca!!kkk

Banho tomado, cabelo seco (lá também tem secador, no dos homens também), tudo guardado fomos pegar as fotos, não resistimos e compramos o pacote com o DVD, CD fotos e 5 fotos impressas, foi 185,00 dólares (acho).

Outra coisa, não precisa levar sacolinha para colocar roupa molhada, eles pensaram nisso também. Na pia tem um rolo com sacos plásticos com o logo do parque.
Foi um dia perfeito!! Maravilhoso, relaxante, aqueles que você tira todo stress, e se sente leve e feliz!!
Para completar a felicidade feminina, fomos gastar no Premium da International Drive. Oh, delícia!!
Jantamos no hotel e caminha!!
Bjs
Melissa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
gostou? compartilhe!
11
comentários
 
poderá gostar também de...
 


Página 40 de 44« Primeira...102030...3839404142...Última »